Durante os dias 30 e 31 de março e 1ª de abril, no estande da Associação Comercial, Industrial e Cultura de Games (ACIGAMES) na Gameworld 2012, visitantes e imprensa terão a oportunidade de conhecer os novos projetos da Associação.

Este ano uma programação especial foi desenvolvida especialmente para o evento. No dia 30 de março teremos em nosso estande representantes do Ministério da Justiça, Cultura e Desenvolvimento. Na ocasião será divulgado para a imprensa a indicação de Moacyr Avelino Alves Junior, presidente da ACIGAMES, para titular do segmento Jogos Eletrônicos e Conteúdos Digitais, nova composição do Comitê Consultivo do governo federal e suas atribuições no novo cargo.

 

SERVIÇO:

 

Game World 2012

Quando: 30, 31 de março e 1º de abril

Onde: Centro de Convenções do Shopping Frei Caneca, São Paulo, SP.

 

AGENDA:

 

Sexta-Feira – 30/03 (Business Day – Apenas para convidados e imprensa)

 

10h00 às 11h00 – Reclamações trabalhistas, como evitar? – Dra. Claudia Regina Lattore (Sebrae)

11h00 – Lançamento da campanha “Eu Tô Legal” contra a pirataria de jogos eletrônicos e a favor da legalização do comércio

1400h às 15h00 – O Desafio de Planejar e Vender – Reinaldo Miguel Messias (Sebrae)

15h00 às 16h00 – Tributação voltada para os lojistas de games – Lucia Regiane (Playercont)

 

Sábado – 31/03 (Aberto ao Público)

 

10h00 às 11h00 – Aprenda a formar seu preço de venda – Mário Valsechi (Sebrae)

14h00 às 15h00 – Acesso ao Comércio Internacional de Games – Jaime Akila Kochi (Sebrae)

15h00 ás 16h00 – Balanceamento em jogos – Antônio Marcelo (Riachuelo Games)

 

Domingo – 1º de Abril (Aberto ao Público)

 

10h00 às 11h00 – Como elaborar seu Plano de Marketing – Fábio de Azevedo (Sebrae)

14h00 às 15h00 – Os passos iniciais no desenvolvimento de Games: Game "Dia da Decisão: Escolha seu caminho", por Tiago Souza e Mauricio Maruo (Faculdades Impacta)

 

No evento teremos também o anúncio da parceria entre a ACIGAMES e a Square Enix, uma das principais empresas de jogos para consoles no mundo, para o auxílio na qualidade dos games e empresas participantes do Concurso intitulado “Latin America Game Contest”. Este Concurso será o primeiro na história realizado em toda a América Latina, aberto para desenvolvedores de games profissionais e empresas recém criadas e é esperado que pessoas de diversos lugares se juntem e que muitos profissionais talentosos sejam descobertos através desta iniciativa.

image

O Censo Gamer, projeto pioneiro em parceria entre a ACIGAMES e a InsideComm, grupo de mídia e marketing, será oficialmente lançado durante o evento e irá traçar uma radiografia inédita do mercado de jogos eletrônicos no Brasil, sua importância e mapear a atual situação. A base da coleta de dados será realizada através de um sistema online com perguntas focadas na indústria e outro em consumidores, bem como, também através de formulários espalhados por parceiros da ACIGAMES em todo o país.

 

image

 

Os interessados em participar da pesquisa podem acessar a partir do dia 30 de março até 27 de julho o site www.censogamerbrasil.com.br e após breve cadastro, entrar na área para o preenchimento do formulário. Os números finais do levantamento e a analise das informações obtidas serão divulgados a partir de Agosto de 2012.

Para o público a ACIGAMES também traz novidades. No dia 30 às 11h00 será lançada a campanha nacional “Eu Tô Legal”, contra pirataria de jogos eletrônicos no país e a favor da legalização do comércio. A campanha destaca comerciantes e lojistas do varejo de jogos eletrônicos que trabalham na legalidade e, ao mesmo tempo, promove o esclarecimento aos consumidores sobre os benefícios de adquirir somente produtos originais.

Por meio da campanha “Eu Tô Legal”, entre os dias 30, 31 de março e 1º de abril será realizada uma ação especial com mais de 20 títulos, para todas as plataformas disponíveis, de jogos originais com preço reduzido.

No dia 31, sábado, no estande da ACIGAMES irá acontecer o lançamento do livro “1984: A Febre dos Videogames Continua”, continuação da primeira obra do autor dedicada a historiar os acontecimentos que conduziram ao surgimento do videogame no país, “1983: O Ano dos Videogames no Brasil”, lançada em 2011 e sucesso de vendas, ela é a sequência do processo de pesquisa e de investigação de nosso passado gamístico com histórias ocorridas, de fato, em 1984.

Marcus book 2012 

Prefácio do Livro:

 

Não, caro leitor, você não lerá a magnífica obra do escritor George Orwell nestas páginas. Perdoe-me se, escolhido apenas pelo título principal, pensou tratar-se do livro sobre o Grande Irmão, sobre a formidável distopia que conhecemos. Este 1984 é outro 1984; é o 1984 em que aquela nova forma de entretenimento, aquele novo brinquedo que chegou ao Brasil em 1983 firmou-se de vez no país e encantou a todos. É o 1984 em que a nação ficou apaixonada por nomes estranhos como Atari, Intellivision e Odyssey, em que as crianças passavam as tardes com os rostos "enfiados" nos televisores a enfrentar inimigos terríveis representados por quadradinhos coloridos e beeps.

Este livro representa, pois, a continuação de minha – primeira – obra dedicada a historiar os acontecimentos que conduziram ao surgimento do videogame no país, “1983: O Ano dos Videogames no Brasil”. É a sequência do processo de pesquisa e de investigação de nosso passado gamístico. A verdade é que, ao invés de publicar a segunda edição, preferi escrever outra, adicionando-lhe fatos extras descobertos posteriormente e complementando-a com histórias ocorridas, de fato, em 1984. Histórias e curiosidades.

Aliás, o período analisado perfez um ano muito interessante apesar da situação difícil do Brasil – por causa da persistente inflação, da recessão. Várias manchetes de destaque aconteceram por aqui, em especial o movimento pelas votações diretas, o “Diretas Já”. O povo viu a Emenda Dante de Oliveira, a favor das eleições diretas para a presidência da república, ser rejeitada pela Câmara dos Deputados. Por outro lado, coisas felizes também aconteceram, tais como a inauguração do Sambódromo, no Rio de Janeiro, e a vitória do atleta Joaquim Cruz nas Olimpíadas de Los Angeles. Na música, as rádios tocavam os sucessos “Como eu Quero”, do conjunto Kid Abelha e os Abóboras Selvagens, “Bete Balanço”, do Barão Vermelho, e “Me Chama” de Lobão e os Ronaldos.

Após a chegada oficial do videogame ao país, em 1983, tivemos lançamentos bem interessantes no ano seguinte, alguns até inusitados, que são assunto deste livro. Novos similares do Atari, como o Dactar, o Onyx Jr. e o Supergame, o novo Intellivision II, cartuchos inéditos para todos os consoles, sistemas de carga de jogos em cassete, como o Supercharger e o Comp-K7, teclados que “transformavam” os videogames em microcomputadores, como o Basic Keyboard da Dynacom, e o “quase” lançamento de um jogo da Turma da Mônica no fim daquele ano.

O autor Marcus Vinicius Garrett Chiado estará presente autografando cópias do livro que também vai estar a venda por ele no stand da ACIGAMES.

E não para por aqui, teremos algumas surpresas reservadas ainda mais no evento, como sorteio de brindes e também vamos anunciar mais um blogger famoso dá area de games que agora faz parte da ACIGAMES.

A Playernet a GameHelp e a equipe da ACIGAMES Magazine também vão estar no evento fazendo a cobertura.

Nos vemos na GAME WORLD 2012 e esperamos por vocês lá.